Início >> Notícia >> Categoria >> Ciência e tecnologia >> EUA-vao-abrir-nova-investigacao-com-foco-em-gigantes-de-tecnologia-como-Facebook-e-Apple

EUA vão abrir nova investigação com foco em gigantes de tecnologia, como Facebook e Apple
Inquérito sinaliza o profundo interesse da Procuradoria no setor

7/24/2019 às 1:36 PM 7/24/2019 às 1:36 PM

685

Publicada por: Francisco Silva
Fonte: O Globo

O Departamento de Justiça dos EUA (DoJ) está abrindo uma ampla investigação antitruste para determinar se as empresas dominantes de tecnologia do país estão sufocando ilegalmente a concorrência, acrescentando uma nova ameaça a empresas como Facebook, Google, Amazon e Apple. Segundo o Wall Street Journal, que publicou a informação em primeira mão, a análise é voltada ao exame de práticas das plataformas on-line que dominam as buscas na internet, as mídias sociais e os serviços de varejo.

O novo inquérito antimonopólio sob a responsabilidade do procurador-geral William Barr poderia aumentar as pressões regulatórias enfrentadas pelas principais empresas americanas de tecnologia. A revisão é projetada para ir além dos planos recentes criados pelo DoJ e pela Comissão Federal de Comércio (FTC na sigla em inglês) para fiscalizar o setor de tecnologia.

As duas agências, que compartilham a autoridade antitruste, já dividem as investigações das gigantes de tecnologia sobre práticas que ferem a concorrência, o que provocou agitação na indústria de tecnologia e abalou os investidores.

Em fevereiro, a FTC criou uma força-tarefa para monitorar a concorrência no setor; o trabalho ainda está em andamento. Agora, a nova análise do Departamento de Justiça poderia ampliar o risco, porque algumas dessas empresas podem enfrentar reivindicações antitruste de ambos os órgãos.

As questões a serem examinadas pelo Departamento de Justiça incluem como as grandes empresas de tecnologia cresceram em tamanho e poder  - além de expandir seu alcance a outros negócios. O DoJ também está interessado em como essas companhias alavancaram os poderes que vêm com grandes redes de usuários, disse o departamento.

Segundo o jornal, ainda não há objetivo final definido para a análise das empresas além de entender se há problemas antitruste que precisam ser resolvidos, mas uma gama de opções está na mesa, disseram os funcionários. O inquérito poderia levar a investigações mais focadas de conduta específica da empresa, disseram eles.

A investigação também apresenta riscos para as empresas, além de identificar questões antitruste. O departamento não vai ignorar outras práticas que possam levantar preocupações sobre o compliance, disseram autoridades.

"Sem a disciplina da concorrência baseada no mercado, as plataformas digitais podem agir de uma maneira que não atendem às demandas do consumidor", disse o chefe antitruste do Departamento de Justiça, Makan Delrahim, em comunicado. "A investigação antitruste do departamento irá explorar essas questões importantes."

Representantes do Facebook, Alphabet, Amazon e Apple não responderam aos pedidos do WSJ para comentar.

Publicado por: Francisco Silva

Proprietário da web Rádio Amazônia Central, Acadêmico em sistemas de informação 8º período (1/2018) e Editor de imagens. WhatsApp (69) 9 9283-9969. CV: http://lattes.cnpq.br/4738070963523179
VEJA TAMBÉM
Música

Diplo: O funk é quase a língua do Brasil

O DJ americano, que produziu de Beyoncé a Pabllo Vittar, toca segunda-feira no Rio Music Carnival
Data 2/12/2018 às 8:39 PM
Concurso e Emprego

TCE RO homologa inscritos e divulga locais das provas para estagiário

Confira os locais das provas
Data 3/24/2017 às 1:08 AM
Geral

Eclipse parcial do sol é visto em Porto Alegre

Uma pequena área do sol foi obscurecida pela lua no fim da tarde desta quinta-feira (15)
Data 2/16/2018 às 11:26 AM
Esporte

Brasileiros conhecem adversários na Libertadores

Clube catarinense recebe o troféu de campeão da Copa Sul-Americana.
Data 12/22/2016 às 4:18 AM
Esporte

Amistoso da seleção gera atrito entre Globo e CBF

A transmissão do amistoso entre Brasil e Colômbia abre racha entre CBF e Globo.
Data 1/24/2017 às 3:32 PM
Música

'Shape of You', de Ed Sheeran, se torna música mais reproduzida do Spotify

Canção do cantor inglês passou de 350 milhões de audições com sete semanas de lançamento. Marca anterior era de 'One Dance', do canadense Drake.
Data 3/2/2017 às 12:10 PM