Início >> Notícia >> Categoria >> Economia >> Total-de-pobres-no-pais-cresce-a-548-milhoes-em-2017-afirma-IBGE

Total de pobres no país cresce a 54,8 milhões em 2017, afirma IBGE
Em um ano, 2 milhões de brasileiros passaram a viver com menos de R$ 4,06 por mês

12/5/2018 às 4:16 PM 12/5/2018 às 4:16 PM

793

Publicada por: Amazônia Central
Fonte: Folha

A crise e o aumento das taxas de desemprego em 2017 fizeram o contingente de pobres no país aumentar em 2 milhões, segundo dados do IBGE (Instituto Nacional do Seguro Social).

Havia 54,8 milhões de brasileiros nessa situação no ano passado, ou 26,5% da população brasileira, segundo IBGE. Em 2016 eles eram 25,7% dos brasileiros.

Pela linha definida pelo Banco Mundial —que é a métrica adotada pelo IBGE—, são considerados pobres aqueles que vivem com até US$ 5,50 (R$ 4,06 segundo a cotação do período analisado) por dia.

Também aumentou a quantidade de crianças que vive em domicílios pobres, passando de 42,9% para 43,4% do total da população com até 14 anos.

A Síntese de Indicadores Sociais do IBGE também analisa a prevalência de pobreza considerando as características das pessoas de referência dos domicílios.

Do total de moradores em domicílios em que a pessoa de referência era uma mulher sem cônjuge e com filhos de até 14 anos, 56,9% estavam abaixo dessa linha. Se a responsável pelo domicílio era uma mulher preta ou parda (igualmente sem cônjuge e com filhos no mesmo grupo etário), essa incidência subia para 64,4%.

A recessão econômica dos últimos anos foi responsável pelo aumento de pessoas nessas condições, segundo o IBGE. A taxa de desocupação, que era de 6,9% em 2014, e subiu para 12,5% em 2017.

"Isso equivale a 6,2 milhões de pessoas desocupadas a mais entre 2014 e 2017. Nesse período, a desocupação cresceu em todas as regiões e em todos os grupos etários", informou o IBGE.

Em 2017, 2 em cada 5 trabalhadores do país eram informais.

"Do total de moradores em domicílios em que a pessoa de referência era uma mulher sem cônjuge e com filhos de até 14 anos, 56,9% estavam abaixo dessa linha [da pobreza]. Se a responsável pelo domicílio era uma mulher preta ou parda (igualmente sem cônjuge e com filhos no mesmo grupo etário), essa incidência subia para 64,4%", informou o instituto.

O IBGE estimou em R$ 10,2 bilhões o custo mensal, se os recursos forem perfeitamente alocados, para erradicar a pobreza no país, ou seja, para que ninguém viva com menos de US$ 5,50 por dia.

Em 2016, faltavam, em média, R$ 183 para que cada pessoa abaixo da linha da pobreza conseguisse superar essa barreira. Esse hiato aumentou em 2017, para R$ 187 reais.

"Para a linha de extrema pobreza (R$ 140 por mês ou US$ 1,90 por dia), o montante necessário para que todos alcancem essa linha era de R$ 1,2 bilhão por mês."

EXTREMA POBREZA

Também cresceu o número de brasileiros em extrema pobreza, um recorte entre os pobres que mostra uma faixa ainda mais vulnerável.

No ano passado, 15,2 milhões de pessoas estavam nessa situação. O recorte considera aqueles que vivem com menos de US$ 1,90 por dia (R$ 140), ainda pela linha do Banco Mundial.

Esse contingente aumentou em 1,7 milhão de brasileiros sobre 2016, passando a representar 7,4% da população, contra 6,6% no ano anterior.

O Maranhão é o estado com o maior percentual de pessoas em extrema pobreza: 54,1%, ou mais da metade dos moradores, seguido por Alagoas (48,9%).

Na ponta oposta, Santa Catarina (8,5%) e Rio Grande do Sul (13,5%) apresentaram os menores percentuais. Em São Paulo a taxa era de 14,9%.

RENDA E ACESSO A BENS E SERVIÇOS

Ainda segundo o IBGE, o rendimento médio mensal domiciliar per capita no país foi de R$ 1.511 no ano passado.

O Nordeste (R$ 984) e o Norte (R$ 1.011) foram as regiões com os piores resultados. Igualmente, quase a metade da população (49,9% e 48,1%, respectivamente) tinha rendimento médio mensal domiciliar per capita de até meio salário mínimo.

O IBGE também mediu o acesso a bens em dimensões que complementam a análise monetária para avaliar as restrições de acesso a educação, proteção social, moradia adequada, serviços de saneamento básico e internet.

"Nos domicílios cujos responsáveis são mulheres pretas ou pardas sem cônjuge e com filhos até 14 anos, 25,2% dos moradores tinham pelo menos três restrições às dimensões analisadas. Esse é também o grupo com mais restrições à proteção social (46,1%) e à moradia adequada (28,5%)", informou.

Ainda segundo o IBGE, 12,2 milhões viviam em residências com adensamento excessivo (mais de três moradores por dormitório), e 10,1 milhões de pessoas (4,9%) moravam em residências sem banheiro de uso exclusivo.

"Ainda entre as pessoas abaixo dessa linha de pobreza, 57,6% tinham restrição a pelo menos um serviço de saneamento (contra 37,6% da população em geral)."

No total, mais de um terço da população (35,9%)  tinha restrição de acesso ao serviço de esgotamento sanitário por rede coletora ou pluvial.

"Já a ausência de coleta direta ou indireta de lixo atingiu 10,0% da população e 15,1% do total de pessoas não era abastecida por rede geral de água. Uma proporção de 37,6% residia em domicílios onde faltava ao menos um desses três serviços de saneamento básico", informou o IBGE.

Publicado por: Amazônia Central

Web rádio da amazônia levando o melhor som em qualquer lugar. Baixe o app em https://play.google.com/store/apps/details?id=com.shoutcast.stm.radioamazoniacentral&hl=pt_BR
VEJA TAMBÉM
Mundo

20 das 110 vítimas de queda de avião em Cuba foram identificadas

Investigações devem levar um mês e uma das caixas pretas do avião já foi encontrada; 110 pessoas morreram no desastre.
Data 5/20/2018 às 10:16 PM
Educação

Dez carreiras têm quase metade de todos os formados no Brasil desde 2001

Total de universitários mais que dobrou em 15 anos, mas 10 carreiras mais procuradas conquistam metade dos estudantes.
Data 10/5/2017 às 10:26 PM
Esporte

Society Máster dos Correios: a bola já rolou e muitos golaços

ARCO - com belos gols!!
Data 9/28/2017 às 11:17 PM
Música

Jacidio, who? | Rihanna quer dominar as paradas de e music, diz Alesso

Black Eyed Peas está em mais uma treta de plágio, Avicii deixou 10 faixas prontas com Nile Rodgers e lançamentos de KAYTRANADA, The Crystal Method e as festas do final de semana
Data 10/4/2018 às 5:34 PM
Esporte

Ginástica Rítmica: Estrelas de Rondônia e Colégio Dom Pedro I, com balanço positivo 2018

Duda Tavares e Bruna Sheneider, as estrelas!!!
Data 11/19/2018 às 1:38 AM
Geral

Evaristo Costa deixa Globo

Antes de decidir sair, Evaristo Costa se 'queimou' com chefes
Data 7/28/2017 às 10:44 PM
Música

Indústria da música nos EUA se recupera graças ao streaming

Vendas no maior mercado de música do mundo cresceram 14,6% nos primeiros seis meses de 2017 e atingiram US$ 2,7 bilhões.
Data 9/23/2017 às 7:59 AM
Economia

Mega Sena, concurso 2.054: ninguém acerta as seis dezenas e prêmio vai a R$ 21 milhões

Veja as dezenas sorteadas: 04 - 07 - 12 - 22 - 26 - 39. Quina teve 80 apostas ganhadoras; cada uma levará R$ 20.194,81.
Data 7/1/2018 às 9:09 PM