Início >> Notícia >> Categoria >> Geral >> dia-do-trabalhador-e-marcado-por-shows-e-manifestacoes-pelo-brasil

Dia do Trabalhador é marcado por shows e manifestações pelo Brasil

SP tem shows de Zezé Di Camargo e Luciano, Bruno e Marrone e MC Guimê. Veja como foram as comemorações do 1º de Maio em 12 estados.

Dia do Trabalhador é marcado por shows e manifestações pelo Brasil

416

Francisco Silva 01/05/2017 às 20:42 01/05/2017 às 20:53

O Dia do Trabalhado, comemorado neste 1º de maio, foi marcado por protestos contra as reformas trabalhista e da previdência, feiras de empregos, comemorações por conquistas e até churrasco pelo Brasil afora. Veja abaixo como foram a manifestações em 12 estados:

 

São Paulo

Foto da capa A dupla Zezé di Camargo e Luciano canta na festa de 1º de Maio da Força Sindical (Foto: Celso Tavares/G1)

Na capital paulista, atos de centrais sindicais ocorreram por toda a cidade. A Força Sindical se reuniu na Praça Campo de Bagatelle. A programação de shows tinha Zezé Di Camargo e Luciano, Michel Teló e Bruno e Marrone. A festa que, segundo Paulinho da Força, presidente da associação, custa até R$ 3 milhões contava com patrocínio da Odebrecht até o ano passado. A Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB) marcou outro ato com apresentações no Sambódromo do Anhembi.

Já a festa da Central Única dos Trabalhadores (CUT) realizou um ato que começou na avenida Paulista de onde manifestantes seguiram para a Praça da República, onde ocorreram shows de Emicida, MC Guimê e Leci Brandão. A CUT teve de fechar um acordo com a prefeitura, que havia acionado a Justiça para impedir que a manifestação ocupasse o cartão postal paulistano. Em Campinas, trabalhadores se concentraram no Largo da Catedral Metropolitana.

Todos os atores se posicionaram contra as reformas trabalhista e previdenciária propostas pelo governo federal. Em São José dos Campos, no entanto, moradores fizeram fila para saborear a tradicional macarronada da Festa do Trabalhador no bairro Novo Horizonte.

 

Rio de Janeiro

Centrais sindicais organizaram protesto na Cinelândia neste Dia do Trabalhador (Foto: Carlos Brito/G1)

Centrais sindicais organizaram protesto na Cinelândia neste Dia do Trabalhador (Foto: Carlos Brito/G1)

Convocados por centrais sindicais, manifestantes voltaram a se reunir na Cinelândia, no centro do Rio, para protestar contra as reformas. As pessoas reunidas no local também reclamaram da repressão policial aos protestos da sexta-feira (28). O policiamento foi reforçado na região para evitar as depredações. Um tumulto ocorreu quando um homem abriu uma bandeira do Brasil Império e foi forçado a sair do local pelos manifestantes.

Também no centro do Rio, teve gente que madrugou para ficar na fila da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE), onde funciona um dos postos do Sistema Nacional de Empregos (Sine), que reúne ofertas de emprego e direciona trabalhadores que se enquadrem às vagas. Já na Zona Portuária, houve shows de Michael Sullivan, David Deyr e Xande de Pilares.

 

Minas Gerais

Missa celebra o Dia do Trabalhador em Contagem, na Grande BH (Foto: Reprodução/TV Globo)

Missa celebra o Dia do Trabalhador em Contagem, na Grande BH (Foto: Reprodução/TV Globo)

Em Belo Horizonte, houve protestos contra as reformas trabalhista e da previdência. Em Contagem, tradicional missa celebrou pela 41ª vez a data, na Praça da Cemig, na Avenida Cardeal Eugênio Pacelli, no bairro Cidade Industrial.

Trabalhadores também se reuniram em Uberaba, com cartazes que diziam “Nenhum direito a menos”.

 

Espírito Santo

 

Em Vitória, o Dia do Trabalhador foi lembrado com festa no bairro São Pedro e caminhada das centrais sindicais pelo Centro de Vitória. Neste ano, o tema do protesto foi “nenhum direito a menos”. Da Praça Oito, os manifestantes saíram em caminhada pela avenida Jerônimo Monteiro, em direção ao Sambão do Povo gritando palavras de ordem.

 

Paraná

Festa é tradição no Dia do Trabalho em Cascavel  (Foto: Raquel Moraes/RPC)

Festa é tradição no Dia do Trabalho em Cascavel (Foto: Raquel Moraes/RPC)

Em Cascavel, no oeste do Paraná, o Dia do Trabalhador foi comemorado com o tradicional costelão fogo de chão. Foram assadas 16 toneladas de carne para servir 25 mil pessoas, segundo as expectativas dos organizadores.

 

Rio Grande do Sul

Protesto de trabalhadores em Uruguaiana, na Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul (Foto: Josiane Pimentel/RBS TV)

Protesto de trabalhadores em Uruguaiana, na Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul (Foto: Josiane Pimentel/RBS TV)

Em Porto Alegre, manifestantes contra reformas trabalhista e da previdência que tramitam no Congresso ocuparam as ruas e chegaram a bloquear um túnel. Em outras cidades, algumas rodovias foram tomadas por passeatas. Foi o que aconteceu em Passo Fundo, onde a BR-285 foi parcialmente bloqueada, e, em Santa Maria, onde RS-287 teve bloqueios, com queima de pneus.

As propostas de leis que pretendem mudar as relações trabalhistas e as regras dda aposentadora motivaram protestos nas cidades gaúchas Uguguaiana, Santa Rosa, Carazinho, Bagé, Santa Cruz do Sul, Caxias do Sul, Cruz Alta e Lagoa Vermelha.

 

Pernambuco

Movimentos sociais e centrais siondicais fazem ato público no Recife para marcar o Dia do Trabalhador (Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press)

Movimentos sociais e centrais siondicais fazem ato público no Recife para marcar o Dia do Trabalhador (Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press)

Milhares de pessoas se concentraram na Praça Oswaldo Cruz, no centro do Recife, de onde partiram para a Praça do Derby. Eles foram convocados por centrais sindicais e movimentos sociais, que levaram até trio elétrico para o local para protestar contra as reformas. "Esse 1º de maio é a continuidade da luta do dia 28. Nós teremos pessoas para ocupar Brasília de forma permanente durante todo o período da votação da Previdência”, declarou Carlos Veras, presidente estadual da CUT.

 

Bahia

Em Itabuna, sul da Bahia, uma manifestação de centrais sindicais fechou a rodovia BR-101, no km 509. Participaram trabalhadores do comércio, bancários, servidores municipais e funcionários do setor de construção civil.

 

Alagoas

Trabalhadores e movimentos sociais e sindicais ocuparam parte da avenida da orla durante manifestação em Maceió (Foto: Suely Melo/G1)

Trabalhadores e movimentos sociais e sindicais ocuparam parte da avenida da orla durante manifestação em Maceió (Foto: Suely Melo/G1)

Milhares de integrantes de movimentos trabalhistas se reuniram na orla de Maceió para participar de um ato em celebração ao Dia do Trabalhador. Segundo a organização, eram 20 mil pessoas; De acorodo com a Polícia Militar, o ato tinha 6 mil participantes.

 

Sergipe

 

A CUT organizou uma panfletagem na região dos arcos da Orla da Atalaia, em Aracaju. Na pauta de reinvindicações, estava as reformas na previdência, trabalhista e do ensino médio, além da terceirização de serviços.

 

Amazonas

Dia do trabalhador belém CUT (Foto: Arthur Sobral/G1)

Dia do trabalhador belém CUT (Foto: Arthur Sobral/G1)

Centenas de trabalhadores se reuniram em Belém, em comemoração pelas conquistas dos trabalhadores, mas também para reclamar contra a reforma trabalhista. Concentrados inicialmente na Praça Waldemar Henrique, no bairro do Reduto, eles caminharam pela avenida Presidente Vargas até a Praça da República. Levavam cartazes e instrumentos musicais, com que fizeram barulho pelas ruas.

 

Amapá

Milhares de macapaenses trocaram o descanso do feriado para ir ao estádio Zerão, em Macapá, onde a prefeitura promovia ações de saúde, emitia documentos, fornecia orientação jurídica e até oferecia recolocação profissional.

Francisco Silva

Proprietário da web Rádio Amazônia Central, Acadêmico em sistemas de informação 8º período (2/2017) e Editor de imagens. WhatsApp (69) 9 9283-9969

Veja também

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites